Dia #82 – Larguei o Candy Crush e tô aqui

Oi, gente! Como andam? Por acaso alguém ainda lembra de mim por aqui? Espero que sim. 🙂

Esse mês o blog completou 1 aninho! Que feliz! 1 aninho que minha vida mudou completamente, que temos esse espacinho aqui pra trocar idéias, pensamentos, experiências e por aí vai.

Por falar em experiência, essa semana vivi a melhor experiência da minha vida.

Todo mundo sabe dos protestos que têm acontecido em vários locais do país. A televisão só fala disso, no Facebook também é só isso. Então acredito que, sim, todos saibam dos protestos.

Nessa quinta-feira, dia 20/06, rolou uma manifestação histórica. A TV informou que foram 300.000, mas eu tinha a sensação de que tinha muito mais e depois vi que rolou uma conta por aí e a estimativa era de 1.400.000 pessoas na rua.

E eu fui. Fui fazer parte de um possível novo livro de História.

Que coisa incrível, todas as pessoas numa vibe só, do bem.

Muitos cartazes. Alguns engraçados, outros mais sérios, cada um defendendo a sua causa. Mas o importante era mostrar que tava ali, que queria e exigia um Brasil melhor para se morar, para se viver, porque tá foda (desculpa o termo).

Confesso que o que mais me arrepiou, eu não vi lá, vi quando cheguei em casa. Na verdade, muita coisa que aconteceu eu só vi depois quando cheguei em casa. 

Os jovens de 1968 apoiam os jovens de 2013

Os jovens de 1968 apoiam os jovens de 2013

Um dia eles estiveram na rua, lutando. E como minha mãe disse: “Já fui a rua pela anistia, diretas já, Fora Collor, e conseguimos tudo. Lutei por um mundo melhor pensando neles (minha geração) e, sem vandalismo.”

O que eu disse à ela, digo pra vocês: “Agora é a minha vez.”

Meu primo e eu

Meu primo e eu

Ah, o verso desse cartaz era: “Feliciano, o único doente é você!” – Maior galera me parou pra tirar foto desse cartaz. rsrs. Bem legal mesmo.

E pra você, de qualquer idade, que apóia a gente, mas não quer ou não pode ir às ruas, compartilhe imagens, conteúdos, deixe todo mundo saber. Mas leia o que está compartilhando, vejo muitas besteiras sendo compartilhadas simplesmente porque não são lidas previamente.

Lindo mesmo foi todo mundo cantando o hino nacional junto, fazendo eco na rua. Isso não tem preço.

Lindo mesmo foi a chuva de papel picado, a galera toda na janela, piscando as luzes em apoio, balançando bandeiras brancas e do Brasil.

Lindo mesmo é perceber que o nosso barulho tá fazendo algum efeito, estão escutando nossas vozes e isso tá incomodando de alguma maneira. Não é de um dia pro outro que o Brasil vai mudar, mas já é o primeiro passo.

Quanto ao vandalismo, não vou me estender muito em comentários. As imagens dizem tudo, apenas marginais se aproveitando da situação, sem nenhuma causa a ser defendida. E o quanto vocês puderem denunciar esses imbecis, ligando para o Disque Denúncia, compartilhando imagens, etc., o façam.

Beijos 😉

Para falar comigo sobre qualquer assunto, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com 

Autoestima de hoje: Marromeno

O que me detonou: Não sei direito

O que fiz de bom por mim:

Anúncios

junho 25, 2013. Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , . Uncategorized. Deixe um comentário.