Dia #99 – Saindo com a nora

Murphy definitivamente me ama. No meio da semana luto pra acordar 8:30. No sábado perdi o sono às 7:30 da manhã.

Perdi o sono cedo porque tô chateada. Talvez a gente não consiga fazer a obra que eu tanto queria no quarto do João, porque não vamos ter grana. Não tem, não tem, mas é que estou desde novembro pensando em cada detalhe do quartinho dele, comprei revistas pra ter idéias, visito sites, procuro fotos. Enfim, vamos ver ainda se conseguimos ou não.

Sonhei novamente que ele nascia ontem (com 21 semanas). Ele era tão cabeludinho, com os cabelinhos arrepiados (uma amiga disse que quando a gente sonha com o nosso bebê, é porque ele vai ser assim). E tão pequenininho. Só que eu não tinha avisado ninguém, só a minha família que estava lá comigo, e ficava desesperada falando pro Leandro avisar no Facebook para os meus amigos. rsrs

E sábado foi dia de encontrar com a amiga e, enfim, conhecer minha nora que já está com quase 5 meses. Já falei da Samila umas duas vezes aqui no blog e falei do nascimento da Manu aqui também. Quem se lembra?

Pois é, que vergonha, mas só ontem conheci a nossa Manu.

Fomos almoçar juntas e cheirei muito, mordi, beijei. Ela é uma delícia!

bebe

A Samila me surpreendeu, é uma mãezona. Como a pessoa muda com a maternidade, mas ao mesmo tempo, sempre fica resquícios da velha Samila lá, nem que seja no fundo.

mamae

bebe-comendo-papinha

Não é a coisa mais linda?!

Trocamos várias figurinhas. Foi inevitável. Acho que basicamente só falamos disso. rsrs.

Depois fomos numa casa de festas para iniciar as pesquisas para a festa de 1 ano da Manu. Visitamos a casa de festas Safari Kids, que fica no bairro Todos os Santos, bem pertinho do Norte Shopping.

Aos sábados eles só atendem com hora marcada, por conta das festas que eles têm, mas chegamos lá e atenderam a gente mesmo assim (aparentemente não muito satisfeitos por isso).

A casa de festas é linda, limpinha, brinquedos em estado impecável, decoração linda (estava rolando uma festa enquanto estávamos lá), salgadinhos maravilhosos (fizemos degustação e até mini churros têm incluso no valor), tem também mini jantar incluso no valor (mas não fizemos degustação, até porque era de dia).

O que eu não curti? Não achei a moça que nos atendeu muito simpática e nem com muita paciência (já trabalhei em casa de festas e sempre prezei pela simpatia máxima) e achei o preço meio salgado, R$6.890 – ou R$6.590, não me recordo – para 100 pessoas (independente se for de dia ou a noite a festa) por 5 horas de festa. E se você optar por decoração provençal, tem acréscimo de R$600,00 no valor e você ainda fica responsável por levar todos os doces “personalizados” para compor a mesa.

obs: O orçamento que pegamos é para 100 pessoas, mas a casa tem capacidade para até 150 pessoas.

O pagamento pode ser em cheque, dando 20% de entrada e parcelando até a data da festa. Ou em cartão de crédito, em 6x.

Bom, estou contando pra vocês só para que tenham uma idéia. Eu esperava que o valor fosse por volta de R$4.000,00.

E, além disso, na minha opinião, casa de festas é legal para crianças a partir de uns 3/4 anos. Uma criança que está fazendo 1 ano, não vai em nenhum brinquedo, não tem nada pra fazer. Algumas casa de festas até tem uma área baby, não vi se essa tinha. Mas na maioria das vezes, ela acaba de mau humor ou dormindo.

Eu acho que é muito mais válido fazer uma festa em casa ou no play. Aluga uma área baby que é bem baratinho. E hoje em dia tem tantas opções lindas de festas em casa. Mas essa é só a minha opinião. O que vocês acham?

Beijos,

Nanda 😉

Não esqueça de acompanhar a gente no Facebook. Curte lá: http://facebook.com/365diasmeamando

Para quem quiser falar comigo sobre qualquer assunto, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com. Respondo todos os e-mails que vocês me mandam ;)

Autoestima de hoje: Maravilhosa. Me achando linda com esse barrigão 

O que me detonou: Calor

O que fiz de bom por mim: Fiz as minhas unhas (em casa mesmo), pra ver se eu paro de roer (voltei a roer por conta da ansiedade)

fevereiro 9, 2014. Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Uncategorized. Deixe um comentário.

Dia #88 – Habemus Data

Habemus Data!

Fumaca-branca

17 de Outubro de 2015 vamos casar. Fechamos a casa de festas ontem.

Nossa, 2015? Sim, 2015.

2 anos! Sim, era o que eu conseguia pagar.

2-anos

Uma amiga disse: “Nossa, até 2015 eu já morri”

Minha resposta: “Pra você ver, você morre e eu não acabo de pagar essa festa”.

“Ah, mas com esse dinheiro você faz muita coisa. Você viaja pra muito canto, você blablabla…”

Tá, eu sei de tudo isso. Meu pai mesmo já me disse que é a maior burrada que eu vou fazer na minha vida (não o casamento, a festa) e que ele não vai participar disso (financeiramente).

não

Mas quem não tem esse sonho, nunca vai entender.

Nunca vai entender o que é sonhar com isso quase que todas as noites quando coloca a cabeça no travesseiro.

Nunca vai entender o que é ficar planejando cada detalhe desse dia desde criança.

Nunca vai entender a emoção de ver um vestido de noiva.

vestidonoiva

Nunca vai entender a tristeza que fiquei no Domingo depois de fazer as contas e achar que não daria pra fazer a festa. Depois de quase desistir de tudo. Do quanto eu chorava compulsivamente e via o meu noivo chorar por achar que é culpa dele por não poder me dar tudo que eu quero.

Mas depois, com calma, fizemos novamente as contas, vimos aonde podíamos economizar e decidimos que daria pra fazer.

Ontem fomos fechar a casa de festas que tínhamos visitado no sábado e que eu já tinha ido no casamento da Samila (quem não sabe quem é Samila, leia o post anterior).

Mas tá aí, quem não tem esse sonho, nunca vai entender como eu fiquei ao sair da casa de festas. Como eu fiquei andando nas nuvens. É uma sensação que nem sei descrever aqui.

Pra quem quiser conhecer a festa, clica aqui no site e no Facebook deles.

elite

Fechei uma festa super pequena, só pra 100 pessoas. Falando assim, parece ser muita coisa. Mas pensa que eu só tenho “direito” a 50 convidados e que essa é quase a quantidade da minha família.

Acho que vou criar muitas inimizades fazendo essa lista de casamento. rsrs. Mas espero que entendam (se você está lendo isso e em 2 anos não for convidado, não fique com raiva de mim, não é porque eu não gosto de você). rsrs

Finalmente minha felicidade já tem data e, além de eu estar contando os dias, tenho um casamento inteiro pra resolver. ❤

— Espero conseguir falar de outro assunto, sem ser casamento, nesses 2 anos que vêm por aí rs —

Beijos,

Nanda

Pra falar comigo sobre qualquer assunto, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com

Autoestima de hoje: Maravilhosa

O que me detonou: Enxaqueca dos infernos

O que fiz de bom por mim: Sou noiva. Finalmente vou realizar meu sonho

setembro 3, 2013. Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , . Uncategorized. 10 comentários.

Dia #69 – É sonho? Não me acorda!

Oi, gente! Vocês me perdoam pelo sumiço?

Viajei para Nova York dia 05/12, fiquei lá uns 10 dias e desde que cheguei foi uma correria só com as coisas acumuladas, festas de final de ano e tudo mais.

Essa viagem foi a realização de um sonho. O primeiro sonho que realizei. Nunca soube antes como era a sensação de poder realizar um sonho. E não adianta eu tentar, a sensação é indescrítivel.

Times Square

Times Square

Conhecer cada cantinho, cada novidade, se fascinar com cada detalhe. A decoração de natal, as luzes dos outdoors, o quão avançados eles estão de nós, os cenários que sempre vemos em filmes e seriados, nossa. Ficaria aqui falando horas sobre minha viagem.

Claro que nem tudo são flores, americano, por exemplo eu tô tentando descobrir se eles não gostam de turistas ou de pessoas. Pior ainda se forem pessoas turistas. Estão sempre de mal com a vida, de cara feia, te dão fora por tudo, gritam com você.

Viajei com uma amiga e com a minha mãe. Meu relacionamento com a minha mãe sempre foi meio complicado, temos gênio muito parecido, mas o pensamento e a personalidade completamente diferentes.

Rockefeller Center com a minha amiga e minha mãe

Rockefeller Center com a minha amiga e minha mãe

Nos três primeiros dias, a relação foi bem complicada. Brigávamos muito! Mas muito mesmo! Há cada 10 minutos nós duas brigávamos. Cheguei a achar que não tinha sido uma boa idéia a viagem.

Mas à partir do 4º dia eu não sei o que aconteceu, mas resolvi que essa viagem foi a melhor coisa que poderia ter acontecido para nós duas.

Não sei se ela mudou, se eu mudei, se estávamos praticando a política da boa vizinhança ou tudo isso junto. Só sei que foi uma delícia depois desse dia, minha mãe ficou carinhosíssima comigo, coisa que nunca foi. Por mais que ela não goste de admitir, sempre foi um pouco fria. Eu também, preciso confessar.

Viajar é maravilhoso, NY é maravilhoso, mas nada como a nossa casa. Nos últimos dias eu já estava contando os segundos para voltar.

Coitada! Eu não sabia o que estava desejando. Se não fosse a saudade que eu tava do namorado, poderia ficar lá pra sempre. O de volta à realidade foi muito complicado, está sendo muito complicado. Sempre que saio na rua com esses 43º que está no Rio de Janeiro, eu quero me teletransportar para os 3º de NY.

Por falar em namorado, a viagem foi maravilhosa, mas eu ficava o tempo todo imaginando o quanto seria muito mais legal se ele tivesse lá comigo.

Já estamos planejando a nossa viagem juntos. Aguardem!

A gente sempre volta diferente de uma viagem. Comigo não foi diferente. Me sinto muito melhor do que quando fui.

Beijos 😉

Para falar sobre qualquer assunto comigo, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com

Autoestima de hoje: Alta

O que me detonou: Algumas coisas não estão dando certo

O que fiz de bom por mim: Não me dei por vencida. Só vou descansar quando resolver todos esses assuntos com glória

dezembro 27, 2012. Tags: , , , , , , , , , , , , , , . Uncategorized. Deixe um comentário.

Dia #34 – Qual a diferença entre inocente e ser positiva?

Hoje aqui no trabalho resolvemos fazer um bolão da Mega-Sena. Nunca joguei antes na sena, mas vai que….

Logo, se amanhã eu não escrever aqui, saibam que eu ganhei, to rica e sumi no mundo.

Resolvo todos os meus problemas, aqueles que não tiverem solução, eu compro.

Já fiz minhas contas mentais, meus planos com meu possível e bem remoto dinheiro. Se é pra sonhar, vamos sonhar direito, né?

Por falar em sonho, minha mãe fala que eu sou muito sonhadora e meu namorado (hmmm…eu tenho um namorado…rs) fala que eu sou muito inocente, eu nunca vou esperando o pior, acho que tudo vai ser perfeito sempre.

Não vejo nada de mal nisso. Por que eu tenho sempre que esperar que as coisas não dêem certo?

Interrompemos nossa programação para anunciar a mensagem que acabo de receber no celular: “Oi, tudo bem?” “Tudo! Quem é?” “Faz tanto tempo que você nem lembra mais de mim, né?” Fiquei um tempo tentando lembrar quem poderia ser, até que recebo outra mensagem: “Estudei com você no Equipe e no Elite” “Nunca estudei em nenhum desses 2 colégios 😦 “.  E aí? Se convenceram de que eu atraio maluco? Outro dia recebi umas mensagens de um casal que insistia que tinha conversado comigo no chat da UOL e queria marcar um sexo à 3, mas depois eu conto essa para vocês.

Bom, voltando ao raciocínio de lá de cima:

Se eu for esperando o pior ou começando uma coisa achando que ela pode dar errado, melhor nem começar. Eu tenho sim que esperar que as coisas saiam perfeitas, do jeito que eu quero.

Sei lá, não me acho inocente, me acho positiva talvez. Não sei se “positiva” seria a palavra certa.

Claro que tudo com o pé no chão. Óbvio que não espero coisas absurdas, não espero que coisas impossíveis aconteçam (mesmo achando que elas poderiam acontecer, né?).

Isso eu digo em relação à situações, projetos, planos. No quesito “pessoas” não sou tão assim.

Até costumo dizer pra uma amiga minha que ela é muito boazinha, que ela sempre espera o melhor das pessoas, sempre que as pessoas vacilam ela acha que não fez por maldade e fica buscando motivos que a pessoa pode ter tido para fazer tal coisa.

Não sei se já disse isso aqui, mas não espero nada de ninguém. Faço as coisas sem esperar nada em troca, nem consideração. Faço porque gostaria que fizessem comigo. O que vier de bom delas pra mim, é lucro.

E você? Se considera Inocente? Positivo?

Autoestima de hoje: Média

O que me detonou: Me vi numas fotos e me achei bem feia, mas bem feia mesmo. rs

O que fiz de bom por mim: Joguei na sena e comprei 10 raspadinhas. É hoje que eu fico rica!

 

agosto 14, 2012. Tags: , , , , , . Uncategorized. Deixe um comentário.