Dia #97 – Meu final de semana <3

Meu final de semana foi bem tranquilo. Programas tranquilos, para descansar mesmo.

No sábado de manhã fomos na Feira do Rio Antigo (que é também conhecida como Feira do Lavradio). A Feira acontece todo primeiro sábado do mês (esse sábado foi uma edição extra de Natal) na Lapa, na Rua do Lavradio.

feira-rio-antigo

Por favor, quem tiver a oportunidade, vá a essa feira. É maravilhosa, atende a todos os gostos.

Lá você encontra antiguidades lindíssimas, artesanatos, roupas, decoração, instrumentos musicais dos mais variados, móveis (antigos e modernos), comida, etc. De todos os preços. Além disso, tem muita música boa (sempre tem um sambinha, forró e por aí vai). Sem contar com os bares que colocam as mesas na rua e fica tudo cheio e bem alegre. Ah, tem capoeira. Tem gente simpática e feliz.

Eu amo. Sempre procuro ir, mesmo que não vá comprar nada. O que é impossível, porque sempre acabo comprando alguma coisa.

Continuando com nosso sábado, à noite vimos um filme MUITO BOM, “Os Suspeitos”. Recomendo muito. É um suspense/crime que te deixa tensa o filme INTEIRO. É a história de duas menininhas que somem do nada e aí vai a busca corajosa dos pais junto com a polícia. Mas cada cena é sempre muito inesperada. Tudo bem que no final eu fiquei com raivinha, mas deve ser porque vai ter o 2. Mas vejam, porque vocês vão amar.

os-suspeitos

É a história de duas menininhas que somem do nada e aí vai a busca corajosa dos pais junto com a polícia. Mas cada cena é sempre muito inesperada.

Ah, e podem me indicar filmes nos comentários ou por e-mail, porque amo e vejo todos.

No Domingo fui ao shopping, no salão e acabei comprando alguns presentes que faltam, inclusive esse:

havaianas

Tivemos o amigo oculto da vila que moramos.

Adoro amigo oculto, esse ano estou participando de vários e, se eu pudesse, participaria de mais.

Participem também sempre que puderem. Deixem de ser bobos, todo mundo na vida já ganhou um presente ruim no amigo oculto (não foi o meu caso nesse amigo oculto porque eu amei o meu presente). Não importa se o presente é legal ou se não é, esse não é o intuito do amigo oculto. A intenção é estar junto, rindo, uma forma de agradecer o convívio do ano todo.

Como ouvi hoje na Ana Maria Braga (sim, sou fã dela): “Sugestões de presentes para o Natal: para seu inimigo, perdão. Para um oponente, tolerância. Para um amigo, seu coração. Para um cliente, serviço. Para tudo, caridade. Para toda criança, um exemplo bom. Para você, respeito”. (Oren Arnold)

amigo-oculto

Amo Natal, amo essa época. As pessoas felizes, confraternizando por todos os cantos, agradecendo o ano, sendo mais carinhosas, mais compreensivas, fazendo questão de estar perto de quem gosta. Por que o ano todo não pode ser assim?

E pra finalizar meu final de semana mais que delícia, meu primo chegou de São Paulo e nos reunimos na casa da minha mãe (ainda é estranho falar isso, porque era a minha casa e agora é só da minha mãe). Como família é uma delícia, como eu amo.

Beijos,

Nanda 😉

Não esqueça de acompanhar a gente no Facebook. Curte lá:http://facebook.com/365diasmeamando

Para quem quiser falar comigo sobre qualquer assunto, meu e-mail éfernanda_carvalho@globo.com. Respondo todos os e-mails que vocês me mandam ;)

Autoestima de hoje: Maravilhosa

O que me detonou: Nada

O que fiz de bom por mim: Feliz por nada

Anúncios

dezembro 23, 2013. Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Uncategorized. Deixe um comentário.

Dia #72 – O poder de cura que nem o tempo tem

No dia em que minha sogra faleceu, no velório, uma amiga nossa estava conversando com meu namorado.

Essa nossa amiga também perdeu a mãe, acho que há 2 anos, e estava tentando compartilhar um pouquinho do que ela passou.

Lembro que na época ela disse que, com o passar do tempo é fica mais díficil. Que de vez em quando ela tinha umas recaídas brabas e que chorava que nem criança.

Tenho que confessar que achei que fosse porque ela era muito sensível ou que estava exagerando. Afinal, nada como tempo para curar todas as feridas, não?

Tempo não cura

E aí que cheguei até comentar aqui a força que meu namorado estava tendo. Que havia chorado apenas uma vez e mais nada.

O tempo foi passando e no domingo antes do natal o namorado tava de cara fechada. Eu toda empolgada com o Natal, com a sobremesa que nós iríamos fazer para a ceia e ele de poucas palavras.

Acabamos brigando e no meio da discussão ele disse que não queria fazer nada, que não tava com vontade de fazer nada no natal porque quem fazia tudo antes era a mãe dele. Na raiva eu acabei perguntando se ele achava que ela ia gostar de vê-lo agindo desse jeito ou se iria gostar de vê-lo feliz.

No mesmo momento ele arregalou o olho pra mim, virou as costas e foi embora chorando. Fui atrás dele e quando me vi estava chorando também.

Ele desabafou, disse que tava sendo muito difícil pra ele essa época do ano. Porque a mãe dele adorava o Natal, preparava a ceia toda e agora ela não tá mais aqui.

Ele chorou muito esse dia. Coisa que ele nunca tinha feito desde que minha sogra faleceu. Conversamos bastante, pedi ajuda à amiga querida do início desse post, que foi também lá na casa dele conversar um pouco com ele e tudo ficou bem, ele passou o natal e ano novo super bem.

O tempo passou mais um poquinho e no domingo agora foi dia de Reis, dia de tirar toda a decoração de natal. 😦 Por mim, eu deixaria o ano todo, mas não por preguiça, porque eu amo decoração natalina. Mas nós 2 tiramos tudinho, guardamos tudinho e passamos o dia super bem.

Quando tava quase dando meia noite, eu tava deitada na cama mexendo no cel e notei que ele tava no computador e tinha fechado a cara. Pensei: “Pronto! O que eu fiz?”. Quando eu levantei pra fazer alguma coisa, ele se jogou na cama pra dormir sem falar nada.

Eu: O que houve?

Ele: Nada

Eu: Fala

Ele: Nada

Pensei um pouco.

Eu: É saudade?

Ele: É

E começou a chorar muito, muito, muito. Perguntei se ele queria chorar no meu colo e quando ele disse que sim, chorei mais que ele.

Como já havia aprendido, não disse nada, só mostrei pra ele que tava ali e que iria ficar do lado dele pra sempre.

Quando ele se acalmou, olhei no celular: 07/01/13 – 2 meses de falecimento da minha sogra.

Ele jurou que não tinha se tocado da data e que não era por isso que bateu saudade, disso que estava lembrando dela esse domingo o dia todo.

Eu cheguei à conclusão de que essa minha amiga tava certa, com o tempo só piora. Acho que a saudade só vai aumentando e aumentando.

Ué, mas me pergunto novamente, o tempo não cura tudo? Não! O tempo não cura tudo! Aliás, o tempo não cura nada, o tempo apenas tira o incurável do centro das atenções. Já dizia Martha Medeiros.

Aprendemos à viver sem aquela pessoa, mas o buraco que ela deixou? Acho que sempre vai ficar ali.

Ainda te amo

Beijos 😉

Para falar comigo sobre qualquer assunto, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com

Autoestima de hoje: Média, acho que estou me descuidando

O que me detonou: Eu acho que me detonei

O que fiz de bom por mim: Hoje nada 😦 Mas começarei hoje à noite mesmo

janeiro 9, 2013. Tags: , , , , , , , , , , , , , . Uncategorized. Deixe um comentário.

Dia #70 – Obrigada por tudo, 2012

É, o ano tá acabando.

Com certeza, 2012 foi o ano mais intenso da minha vida.

O ano que experimentei muitas sensações. Experimentei os extremos das sensações, na verdade.

Um ano de perdas irreparáveis. Dói o coração só de pensar.

Mas foi também um ano de ganhos inestimáveis. Dói mais ainda o coração de tanta coisa boa dentro dele.

Sabe, todos os dias em que eu acordo eu agradeço à Deus por estar viva. E todas as noites, antes de dormir, agradeço à Ele por tudo que me aconteceu durante o dia.

Não quero falar sobre religião aqui, mas do mesmo jeito que eu agradeço à Deus, você pode agradecer somente à vida.

Thank You

Sim, eu agradeço até as coisas ruins que acontecem na minha vida. Sei que nada acontece por acaso e sei que se algo está acontecendo comigo é porque preciso passar por isso e que vou levar alguma coisa de boa. Sei também que nenhuma coisa ruim acontece sem que uma coisa boa esteja esperando por mim.

E não posso ser injusta com 2012. Preciso agradecer à ele todas essas coisas ruins, todas essas perdas. Preciso agradecer por tudo isso que me fazer crescer, amadurecer, ser uma pessoa bem melhor do que era em 2011. Se coisas ruins não tivessem acontecido comigo este ano, muita coisa boa não teria acontecido também. Esse blog não existiria, não estaria com um homem maravilhoso ao meu lado, não teria conhecido pessoas mais do que especiais na minha vida.

Não sei se é só comigo, se sou uma espécie de louca ou sei lá o quê. Mas todo final de ano fico muito sensível. Fico pensativa, bem mais carinhosa. Na semana do natal e na do ano novo, amo todo mundo. rsrs.

Sempre fico refletindo muito nessa época, refletindo sobre o que aconteceu, mas principalmente, no que vai acontecer.

Tenho planos grandiosíssimos para 2013 e prometo à mim mesma que vou lutar com todas as minhas forças para que eles se concretizem.

Queria pedir à cada um de vocês que façam o mesmo. Que reflitam sobre esse ano que está acabando, sobre tudo que ocorreu, agradeça por tudo (inclusive pelo mundo não ter acabado no dia 21/12 rs) e leve algum ensinamento de tudo isso. Mas, que mais importante do que refletir sobre o que passou, vamos planejar o melhor de nós mesmos para 2013. Não vamos deixar na listinha de “planos para o ano que vem que vou esquecer na primeira quinzena de janeiro”. Vamos lutar por eles, só vamos descansar quando todos eles tivessem concretizados ou encaminhados.

Porque, infelizmente, não podemos voltar atrás e fazer um novo 2012. Mas podemos começar agora e fazer um excelente 2013.

Beijos 🙂

Para falar comigo sobre qualquer assunto, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com

Autoestima de hoje: Altíssima

O que me detonou: Algumas coisas continuam não dando certo e eu tô ficando cansada

O que fiz de bom por mim: Ainda não me dei por vencida, algumas coisas já até foram resolvidas

dezembro 28, 2012. Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Uncategorized. Deixe um comentário.