Dia #95 – O post mais importante da minha vida

Como eu já tinha contado aqui, eu estava fazendo dieta. Nos primeiros quinze dias eu emagreci bem, estava super feliz. Então, comecei engordar, mesmo seguindo minha dieta direitinho. Comecei a ficar super desmotivada, sabe?!

desmotivada

Procurei uma endocrinologista que me passou uns exames, mas antes de fazer esses exames comecei a passar muito mal, ficava tonta do nada, vomitava aí passava, aí do nada voltava.

Um dia no ônibus me veio na cabeça que eu poderia estar grávida, liguei pro príncipe e pedi pra ele comprar um teste de gravidez na farmácia que não precisasse ser a primeira urina da manhã, já que sou muito ansiosa e jamais aguentaria esperar.

Chegando em casa, ele tinha comprado e quando eu abri estava escrito que precisava ser a primeira urina da manhã. O príncipe foi putíssimo na farmácia pra falar com o cara (acredito ser o farmacêutico) e ele disse que mesmo que tivesse escrito que era a primeira urina da manhã, não precisava ser.

teste-gravidez

Ok, se ele estudou pra isso e está dizendo, quem sou eu pra questionar? Fiz o exame. Ufa! Negativo!

E eu acreditei fielmente nisso porque andava com dor nos seios, cólica e um leve sangramento como se fosse de início de mestruação. Mas nunca que descia a bendita.

Fui na ginecologista, porque pensava se tratar de um problema de hormônios. Ela me passou um exame de sangue, o Beta  HCG, para ver se eu estava grávida, caso não tivesse, ela me passaria os exames dos hormônios.

Ok! Assim o fiz.

A moça me disse que até 16h o exame saía na internet. 16h nada. 17h nada. 19h nada. 21h nada. Desisti.

ansiedade

Fui no futebol do príncipe e deixei isso pra lá.

Antes de dormir, tava mexendo na internet e lembrei do exame. Vou lá ver. Vai que….

Tinha saído. Legal!

Se fosse abaixo de 25 mIU/ml era negativo.

Eu estava com 30.0000 mIU/ml e poucos.

Comecei a chorar horrores, o príncipe veio ver o que era. Mandou eu ficar calma e eu só sabia chorar e chorar. Ele pegou o computador e ficou olhando o exame sem falar nada.

Cansei de tanto chorar e falei que ia dormir, ele (que ainda tava olhando o exame mudo), fechou o computador, sentou na beira da cama e ficou olhando a tv sem som (hoje ele jura por tudo que a tv tava com som, só se for na cabeça dele) sem falar nada.

Pois eu acordei no dia seguinte e estava ele em silêncio se arrumando pra trabalhar e assim, me deu um beijo e saiu sem falar nada.

Pronto! To grávida e vou ficar viúva (ou solteira).

Enquanto isso, eu chorando. Não sabia como contaria isso pra minha mãe (não sem ela me matar). Não me aguentei e liguei chorando horrores. Ela me surpreendeu, disse pra eu ficar calma e que ela tava feliz por ganhar um neto.

Ufa! Isso me tranquilizou 15%. Porque eu ainda tinha o problema de um noivo (e pai da criança) catatônico.

catatonico

Mas, como um passe de mágica, ele voltou ao corpo e à noite já era ele de novo e já estava fazendo carinho na minha barriga. E nunca vou esquecer desse momento, o nosso primeiro momento juntos, só nós três.

Não, mas ainda não foi nesse momento que caiu minha ficha que estava grávida. E, na real, ainda não caiu completamente. Estar grávida é cair um pouquinho de ficha cada dia que passa, um dia completamente novo, que não sabemos o que nos espera no amanhã.

Beijos,

Nanda 😉

Não esqueça de acompanhar a gente no Facebook. Curte lá:http://facebook.com/365diasmeamando

Para quem quiser falar comigo sobre qualquer assunto, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com. Respondo todos os e-mails que vocês me mandam ;)

Autoestima de hoje: Maravilhosa

O que me detonou: Enjoo

O que fiz de bom por mim: Feliz demais

Anúncios

novembro 29, 2013. Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , . Uncategorized. 3 comentários.

Dia #60 – Descobrir pessoas boas no mundo é como se fosse descobrir um Tesouro

Nossa, estou recebendo muitas mensagens oferecendo ajuda para a minha sogra e eu agradeço imensamente. Toda ajudinha nesse momento é uma imensa ajuda.

Ontem fui na casa do namorado e quando a gente tava entrando na vila (não sei se já contei que ele mora numa vilinha linda, grandinha, parece uma cidade cenográfica), uma família parou a gente para perguntar como ela estava.

Depois que meu namorado contou como tinha sido a consulta ontem com o Oncologista, a moça disse que estavam todos torcendo muito por ela. Que esse problema não é só deles, é de todos da vila e que eles andaram se reunindo lá (imaginei como uma reunião de condomínio do bem) para conversar sobre o assunto e discutir como poderiam ajudar minha sogra.

Esse Oncologista não aceitava o plano dela, a consulta era uns R$200.00 e pouco. E como tinha sido uma vizinha lá da vila que tinha arranjado essa consulta pra ela, eles sabiam o valor. Nessa reunião fizeram uma vaquinha e deixaram o dinheiro para ela (na segunda-feira à noite) pagar a consulta. Não é o máximo isso?

Mais legal ainda foi que o médico não cobrou a consulta, disse que não precisava. É muito legal ver que ainda existem pessoas legais no mundo.

O namorado foi devolver o dinheiro e eles disseram que não precisava. Então usaremos em futuros gastos para o tratamento.

Voltando a conversa com a família da Vila, eles disseram mais umas lindas palavras que agora não me recordo completamente, mas resumindo, ofereceram ajuda para o que precisar, mandaram ter força e que vamos todos (isso inclui, sogra, eu, namorado, pessoal da vila) passar por isso com glória.

Amigo é aquela família que você escolhe. Amigo de verdade não vai te impedir de passar por maus momentos, mas vai te mostrar que pode passar por eles e vai até te ajudar com isso.

Chamo de amigo aquele que sabe ser um e pode ser da sua família de sangue ou não. Saber ser amigo é uma preciosidade que nem todo mundo tem, infelizmente. É saber se doar, saber dividir, saber rir e chorar junto e, principalmente, saber se mostrar presente quando necessário.

Se você tem, pelo menos um amigo, garre-o com força, pois pode ser considerar uma pessoa rica por ter um tesouro em suas mãoes. E o meu muito obrigada a todos os amigos que têm estado tão presentes.

Por falar em amigos presentes, ontem recebi um e-mail de uma amiga que complementa um pouco o que eu falei aqui ontem sobre o processo para começar tratamento no INCA.

Lá no Instituto eles pedem para que os pacientes levem todos os exames, já com o laudo médico, diagnosticando a doença, porque eles não fazem a investigação da doença, só o tratamento. Então o paciente passa por um processo de avaliação do caso e de acordo com a parte do corpo que está o tumor. Cada unidade é responsável por uma parte do corpo.

Para falar comigo sobre qualquer coisa, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com

Autoestima de hoje: Alta

O que me detonou: Absolutamente nada

O que fiz de bom por mim: Descobri amigos de verdade

outubro 24, 2012. Tags: , , , , , , , , , , , , , . Uncategorized. Deixe um comentário.