Dia #53 – O problema entre eu e eu mesma

Oi, gente! Alguém sentiu saudade de mim?

Quinta passei muito mal, nem fui trabalhar, daí passei o dia todo morgada, por isso nem apareci aqui. Me perdoem?

Sexta foi feriado e revi os amigos em casa, é sempre uma delícia.

Sábado foi basicamente cama-filme-ufc (sim, eu gosto de UFC. E problema de quem fale que é “modinha”. Legal pra você que descobriu antes o quão legal é o UFC, eu só descobri no início do ano passado).

E ontem, domingo, resolvemos dar uma volta na Lagoa. Eu não queria ir, mas ainda bem que mudei de idéia porque foi uma delícia, lembrei o quanto esse tipo de programa é gostoso.

Tenha duas novidades super legais. Uma foi que ganhei de presente do namorado o livro “Os Diários de Carrie”. A história de Carrie antes de Sex And The City. Eu tô super ansiosa que tô até pensando em largar a leitura de “Os Delírios de Consumo de Becky Bloom” e devorar o livro novo. O que acham?

A outra novidade é bem gostosinha. Ganhei um mais novo amor da minha vida. Sim, sim! Um cachorrinho muito do fofo! Meu amor é um bebê de 55 dias, tem a língua roxinha e se chama Puma.

Como vocês podem ver, ele é tão pretinho que nem dá pra ver o rostinho direito (nem na foto e nem ao vivo)

Ele chegou lá em casa na quinta (pela hora, quase sexta) e até ontem eu tava bem frustrada porque ele não é muito sociável, não brinca e se você vai brincar com ele, ele sai de perto. Mas não sei o que deu nele hoje, que acordou serelepe e enquanto eu me arrumava correndo para vir trabalhar, ele ficava pulando na minha frente e saía correndo e voltava pra eu ir correr atrás dele, sabe? Coisa mais linda do mundo. Uma dó (que dó, que dó, que dó) ter que sair e deixá-lo cheio de gás.

Bom, mas vamos falar de autoestima? E não é que me descuidei, esqueci tudo que venho falando por aqui e me senti uma bosta esse final de semana?!

Eu me senti tão feia, tão feia, mas tão feia que nem quis socializar direito esse final de semana (tava parecendo o Puma). Cheguei até a dizer ontem que não queria sair de casa porque tava me sentindo feia.

Quer saber de uma coisa? Chorei e tudo achando que meu namorado me achava feia também. Coitado do rapaz que nada tem a ver com a minha maluquice.

Mas isso tudo foi bom, sabe por quê? Me tirou da zona de conforto, me fez pensar muito. Me fez pensar em tudo que venho conversando com vocês aqui.

Se eu estou assim o problema é todo meu. Agora eu tenho que aguentar as consequências? Claro que não.

Sabe aquele lance de que não existe gente feia, existe gente maltratada? Então, pensei nisso também.

Pensei em tudo que eu poderia fazer para me sentir mais bonita, o que me faria bem ao me olhar no espelho.

E hoje, segunda-feira, o dia mundial do “vou começar hoje”, estou começando a me cuidar em diversos aspectos. Eu vou sim mudar o que não me agrada e melhorar o que já acho legal.

Mas nunca mais, nunca mais mesmo, quero pensar tudo isso que pensei de mim nesse final de semana. Porque só existe uma pessoa melhor que eu. E essa pessoa sou eu. Pra isso eu tenho apenas que fazer o bem para mim mesma, me renovar, me cuidar e estar sempre evoluindo.

E isso serve para vocês que estão lendo isso aqui. Ninguém no mundo é melhor que você. Basta que não deixe esse pensamento RÍDICULO invadir sua cabeça e que também saia da sua zona de conforto.

😉 Beijinhos

Para falar comigo sobre qualquer coisa, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com

Autoestima de hoje: Baixíssima 

O que me detonou: Baixa autoestima, pensamentos ruins

O que fiz de bom por mim: Me renovando

Anúncios

outubro 15, 2012. Tags: , , , , , , , , , , , , , , , . Uncategorized. 2 comentários.

Dia #46 – Fala baixo, a inveja pode escutar

Pra começar o dia de hoje, queria agradecer à vocês por serem tão bacanas comigo. Tenho recebido muitas mensagens de apoio à minha sogra e ontem recebi muitas mensagens de apoio ao meu novo projeto “Fernandinha Controlada nas Finanças”. Inclusive, uma amiga (querida, porém muito sumida) leu aqui e me enviou por e-mail uma planilha bem legal de Controle Financeiro.

Sabe de uma coisa? Sempre defendi a teoria que não devemos espalhar nossa felicidade por aí. Do tipo, se você estiver triste e te perguntarem como você está, diga que está ótimo. E se você estiver feliz e perguntarem, diz que pode melhorar.

Porque não adianta, a inveja rola solta e pode estar naquela pessoa super próxima. Não estou dizendo que no mundo só existe gente ruim. Não é isso! Mas o olho grande ocorre, na maioria das vezes, sem intuito. A pessoa não quer, mas coloca aquele olho grande sem querer, sem nem sentir.

Ontem eu estava naquele meu momento de reflexão diário dentro do carro e comecei a me achar incoerente. Como defendo essa teoria e chego aqui no blog e conto todas as minhas vitórias, derrotas, felicidades e desgotos?

Fiquei pensando numa resposta pra essa pergunta, não cheguei à nenhum conclusão com argumentos óbvios.

Não sou tão inocente, sei que não só pessoas que torcem por mim entram nesse blog. Mas eu sei também que tenho mais gente a meu favor, do que contra.

E a sensação de alívio quando desabafo aqui, o retorno positivo que eu tenho de vocês é algo que nem sei como descrever. Me faz muito bem e me dá muito incentivo pra continuar escrevendo. Inclusive ontem batemos um recorde de visitas diárias aqui. Bem legal. 🙂

Bom, pra quem torce por mim, meu muito obrigada. Para quem não torce, sempre há tempo de mudar de idéia.

Vamos às atualizações?

Sogra não teve alta hoje, como esperávamos. Acho que é porque ela teve febre ontem e hoje. Anda logo, sogra! Vai pra casa logo. Chega de mordomia nessa suíte, né?! Queremos você em casa que é o seu cantinho.

Quanto ao projeto “Fernandinha Controlada”, levei um susto ontem quando somei o que gastei no dia. Mais de R$100.00 em um dia só? Mas já vi aonde eu poderia ter economizado. E tô pensando em vir uns dias de ônibus para o trabalho, vai ser um perrenguezinho master, mas acho que assim vou conseguir economizar bastante, ainda mais usando o bilhete único (que daí consigo pegar 2 ônibus e pagar só 1 passagem).

Ah, ontem também cancelei uma compra que eu tinha feito. Fiquei pensando e achei desnecessária, poderia viver sem ela, daí pedi o estorno.

Queria também compartilhar essa planilha de Controle Financeiro com vocês, mas não consegui fazer de uma maneira sem perder a configuração e tal. Então se alguém se interessar, me fala que mando para por e-mail, ok?

Vamos lá, tô bem empolgada. Acho que vai ser bem legal.

Querendo falar comigo, já sabem, né? Meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com

Autoestima de hoje: Ótima

O que me detonou: Não que tenha me detonado, mas fiquei um tiquinho chateada que a sogra ainda não recebeu alta

O que fiz de bom por mim: Estou empolgada no projeto “Fernandinha Controlada”

outubro 2, 2012. Tags: , , , , , , , , , , , , , , , . Uncategorized. 7 comentários.

Dia #45 – Os delírios de consumo de Fernanda Pereira

Oi, Outubro! Seja muito bem-vindo! O vento já traz cheiro de coisas boas e estamos todos precisando muito.

Eu, quando era mais nova, sonhava que Outubro chegasse logo, dia das crianças, muitos presentes. Ô época boa! Mas assim, eu e meu irmão não somos mais crianças, logo meus pais não precisam mais comprar presentes de dia das crianças pra ninguém. Gente, mas por que diabos eles não compram pra gente? Eles não insistem em falar da gente como se nós fossemos crianças? Nada mais justo!

Bom, hoje liguei lá pro quarto que a sogra está internada, ops, desculpe, pra suíte da sogra e ela mesma atendeu.  Ela fica super contente quando alguém liga, porque adora conversar. Daí me contou que ontem mesmo liberaram para ela comer sopinha e que comeu sopinha de não sei o que e não sei mais o que, tudo super animadinha. Adoro ver essa animação, me faz realmente bem.

Daí depois perguntou se eu ia lá hoje. Sabe, eu nem ia, mas depois dessa pergunta fiquei cheia de vontade de ir. Acho que realmente não vai dar, mas vou fazer de tudo pra conseguir.

Mas como a vida não pode parar e não para, esse final de semana dei uma super devorada num livro que tinha começado a ler, mas deixei de lado, o “Delírios de Consumo de Becky Bloom”. Já teve um filme inspirado nesse livro e eu super adorei.

Estou super me identificando com a personagem. Ela acha a vida mais prazerosa gastando dinheiro e fica tentando se enganar o tempo todo (tem coisa pior do que tentar enganar a si próprio). Fica tentando se convencer de que aquilo é importante, que aquele outro ela sempre quis a vida toda, essas entre outras mil desculpas que sempre arranjo para gastar o dinheiro.

O que acontece é que nunca consigo fechar o mês com um dinheirinho sobrando, tudo por conta desses pequenos gastos excessivos. E se tá assim agora, imagina na Copa? rsrs (desculpa, não consegui resistir a piadinha do ano).

Resolvi cortar todos os gastos desnecessários. Vamos ver se eu consigo?

Seguindo os passos que a personagem do livro, Becky Bloom, está seguindo para se controlar, estou anotando todos os meus gastos e no final do dia vou ver o total. A Becky, por exemplo, anota tudo que nem uma doida e no final do dia ela fica espantada de como pode ter gasto tanto em apenas um dia, nem sendo um final de semana (aonde costumamos gastar mais por motivos óbvios).

Tô bem decidida e empolgada, já anotei algumas coisinhas hoje e espero que consiga terminar esse mês com algum dinheirinho extra.

Para quem se interessou pelo livro, tô gostando bastante, mas ainda não terminei. Quando terminar, falo mais um pouquinho pra vocês.

Agora, me desejem boa sorte nessa minha nova fase controlada. Beijos!

Ah, querendo falar comigo, meu e-mail é o fernanda_carvalho@globo.com

Autoestima de hoje: Ótima

O que me detonou: Nada

O que fiz de bom por mim: Estou tentando me controlar nos gastos

outubro 1, 2012. Tags: , , , , , , , , , . Uncategorized. 7 comentários.