Dia #92 – Tem que começar primeiro em mim

Nunca achei que fosse ter coragem pra falar sobre isso aqui (nem em outro lugar), mas tomei essa coragem hoje.

leao_alice_no_pais_das_maravilhas

Ontem, depois do que falei sobre ser mais saudável, resolvi me pesar (coisa que eu não fazia há séculos).

E para meu espanto, eu estava com 101,4Kg.

Nunca pesei isso na vida. Aos 15 anos, eu pesava 60kg. Nessa época minha mãe, minha tia e minha vó falavam que eu era gorda, que eu tinha que emagrecer. Enchiam a minha cabeça.

visa-distorcida-espelho

Hoje eu tenho a consciência de que eu tinha uma visão completamente distorcida de como era meu corpo. Mesmo as minhas amigas falando que eu não era gorda, que nem barriga eu tinha. Eu achava que elas eram completamente loucas ou queriam me agradar.

Por conta disso, eu era neurótica com dieta. Tomava remédios escondidos. Ou até mesmo ia em médicos que me receitava remédios. O que acontece é que quando eu parava de tomar esses remédios, engordava 5x mais e numa velocidade 10x maior.

Minha mãe não podia e não pode me ver comendo NADA que fala “vai comer isso?” ou coisa parecida. Comecei a comer só pra enfrentar ela, só pra mostrar pra ela que da minha boca e do meu corpo mando eu. Sei que ela não fazia por mal, obviamente que não. Mas quem tem que achar que eu devo ou não emagrecer sou eu, mais ninguém.

E assim eu fui engordando aos poucos. Algumas fases emagrecia um pouco, mas logo depois recuperava tudo que perdi e ganhava mais um pouco.

Esse último ano foi o pior em relação a isso. Do ano passado pra cá, engordei mais de 10kg. Sem nem perceber.

engordar

Óbvio que vejo que as roupas estão mais apertadas em mim, mas não achei que fosse tanta diferença.

Preciso dar uma reviravolta total na minha vida (outra).

Ontem, logo depois de me pesar, entrei numa depressão profunda. Daí o príncipe ficou comigo (ele tinha ido ficar com avó no hospital, como eu disse, mas o quadro dela piorou, ela foi pra uma outra sala e ele teve que voltar pra casa), me deu algumas dicas e disse que preciso também fazer exercícios. Eu fiquei triste, porque sempre peço pra ele correr comigo, caminhar ou ir à academia e ele nunca pode, tá cansado, etc. Ele me respondeu na mesma hora, que precisava primeiro partir de mim o fato de querer mudar.

Nesse momento eu vi que, apesar dele ser meu companheiro em tudo, nisso eu tô completamente sozinha. Sou eu, eu e mais ninguém.

Eu quero e vou mudar. Quero mudar por conta da minha saúde, por conta do meu espelho, da minha autoestima, das roupas que quero ter e não posso, do meu futuro vestido de noiva, por tudo.

Conto imensamente com o apoio de vocês, porque só de escrever isso aqui tô me sentindo muito mais animada.

Hoje eu tô péssima, mas acredito que com o passar dos dias, vendo o resultado, eu vá ficando melhor.

melhorar

Mas voltando um pouco ao assunto do post de ontem (esse aqui) e continuando nesse assunto de hoje, tenho algumas coisas a acrescentar.

Primeiro, eu esqueci de dizer que antes de colocar a farinha de tapioca na frigideira, é interessante dar uma peneirada. Eu jogo da peneira direto para a frigideira, porque fica mais fácil de espalhar. E peneirando, ela fica mais leve.

Uma amiga, depois de ler o post aqui, me disse que goma de tapioca prende o intestino. Eu não sabia disso. Primeiro eu comprei a goma no mercado, mas ela não rendeu nada e já acabou. Agora eu comprei a própria farinha de tapioca (que ela disse que é melhor) na estação dos grãos (que vende a granel e fica mais barato) e tô esperando chegar.

Ela me recomendou também a batata granfina, que é um tipo de batata doce com a casca branca. Que é difícil de achar aqui, mas vou ver lá no Mercadão de Madureira pra provar.

Esqueci de contar pra vocês sobre 2 hábitos diferentes que também incluí na minha vida.

O primeiro é que estava andando com duas garrafas de água de 1,5L. Assim me forçava a beber água o dia inteiro (faço xixi o dia inteiro) e beber o necessário por dia. Mas como eu não tinha coragem de beber a garrafona em público e como o necessário são 2L de água por dia. Agoro ando com uma de 1,5L e uma de 500ml. Fica melhor.

O outro é que depois de ver um vídeo de uma campanha da Coca-Cola de pílulas mágicas contra a obesidade, não subo mais de elevador pra sala de aula que fica no 4º andar, agora só pego um ônibus (pegava 2 ônibus, mas agora faço uma caminhada de uns 20 minutos).

O filme é bem legal, vê só:

Por fim, agora no almoço, conversando com uma amiga, ela me contou que o médico dela disse que ela não pode comer nada que ela goste. E por isso, ela tapa o nariz e come/bebe algumas coisas da dieta.

dieta-triste

Eu poderia fazer isso, mas a dieta seria uma tortura pra mim. Daria certo por algumas semanas, depois eu iria querer fugir da dieta. Ia sentir vontade de comer outras coisas, coisas gostosas.

E não é isso que eu quero. Eu quero sentir prazer no que estou comendo. Então, eu continuo a busca por alimentos e hábitos mais saudáveis, que eu goste, sinta prazer.

Mais uma vez, conto com vocês nessa busca.

Beijos,

Nanda 😉

Para falar comigo sobre qualquer assunto, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com

Não esqueçam de curtir o Facebook do blog: http://facebook.com/365diasmeamando

Autoestima de hoje: Péssima

O que me detonou: Me pesar

O que fiz de bom por mim: Na busca por ser mais saudável

setembro 27, 2013. Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Uncategorized. 2 comentários.

Dia #91 – Por uma vida mais saudável

Bom, hoje o post é um pouquinho diferente do que costumo escrever pra vocês aqui.

Queria falar que eu e o princípe já tentamos fazer 500x dieta e nunca dá certo. Sempre acabamos fugindo um dia, depois dois e quando vamos ver, nem estamos mais na dieta.

Então, como fazer dieta não dá certo. Decidimos ser mais saudáveis aos poucos. Pelo menos em casa, já que na rua é difícil encontrar coisas saudáveis, quando encontra é tudo muito caro.

Estamos descobrindo novas comidas, novos temperos, novas receitas e tem sido tudo muito gostoso. Nem imaginava que dava pra ser saudável e gostando da comida. Eu achava que teria sempre que me render àquela salada verde, crua e sem gosto de nada (me sinto comendo capim, desculpa).

Primeiro descobrimos a batata doce. Calma, não estou falando é uma comida nova. Não é isso. Mas é que eu nem sabia que gostava de batata doce. Nem sabia que era tão gostosa.

Começamos comprando no mercado mesmo, mas descobrimos no Mercadão de Madureira um lugar que vende uma DELICIOSA. Ela é mais roxinha, tipo essa da foto aqui debaixo.

batata-doce

Dando uma procurada no Google você acha cada receita incrível. Até pão de batata doce eu já vi.

Refrigerante não entra mais aqui em casa. Estamos fazendo guaraná natural. Na rua também não tenho tomado refrigerante, geralmente bebo água com gás e finjo que é refri. rsrsrs

Descobrimos também uma receita de queijo cottage caseiro que é MARAVILHOSO.

Esse é o queijo cottage que o príncipe fez enquanto estava escorrendo

Esse é o queijo cottage que o príncipe fez enquanto estava escorrendo

Você pode fazer esse queijo com qualquer tipo de leite, mas o príncipe faz com o desnatado (fica com menos gordura).

Aquece o leite, quando ele começar a ferver (borbulhar), apaga o fogo e coloca vinagre branco (de 3 a 9 colheres) e uma pitada de sal e mexe. Ele vai ficar coalhado.

Aí deixa escorrer por uma hora. Depois mistura com requeijão, se quiser (eu misturo porque fica mais gostoso).

E usa a sua imaginação. Já misturamos orégano e fica muito bom também.

Compramos também nesse mês uma geléia light de frutas vermelhas ou cranberry, não sei. Não sou muuuuuuito fã de geléia, não. Mas até que essa é gostosinha. Comemos com torrada.

E por fim, tenho um novo vício. A tapioca.

tapioca

Não como mais pão. Só tapioca. É mais saudável, menos calórico e uma delícia. Ridículo de fácil de fazer. Só colocar uma camada fina de farinha (ou goma) de tapioca na frigideira, esperar uns 2 minutinhos, colocar o recheio e depois dobrar ao meio.

Já coloquei cottage, requeijão, peito de peru com queijo minas. E quando bate aquela vontade de doce, amasso uma banana, misturo com canela e coloco no recheio. SENHOR! Muito bom!

ps: se você não amassar, só cortar em rodelas, ela fica muito seca. Aí você vai ter que colocar o açúcar. Enfim, não recomendo.

Ontem compramos algumas coisas pra provar nesse site aqui: http://www.estacaodosgraos.com.br/

Se vocês quiserem, depois que experimentar, posso falar a respeito.

Vamos trocar algumas experiências, vai ser legal. 😉

Mas por hoje é só. Queria deixar essas dicas pra vocês (pra distrair minha cabeça porque o príncipe foi dormir de novo com a avó no hospital 😦 ).

Beijos,

Nanda 😉

Para falar comigo sobre qualquer assunto, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com

Não esqueçam de curtir a página do Blog no Facebook: http://facebook.com/365diasmeamando

Autoestima de hoje: Ótima

O que me detonou: Príncipe dormindo longe de mim de novo 😦

O que fiz de bom por mim: Sendo mais saudável

setembro 26, 2013. Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Uncategorized. Deixe um comentário.

Dia #90 – Nietzsche e o Sofrimento

Bom dia! Vim aqui super rápido pra dizer umas coisinhas.

Acordei hoje com duas coisas muito boas.

A primeira foi o príncipe chegando em casa cedo e me acordando. Fiquei tão feliz. Achei que só fosse vê-lo à noite, depois da faculdade.

coroa-de-principe

A segunda foram as inúmeras mensagens que recebi falando do post de ontem (esse aqui). De como se identificaram com o texto e com os pensamentos de Nitzsche.

Fico muito feliz quando vocês falam que se identificam com o texto e com o que eu quero dizer. É essa a intenção.

Um amigo me mandou uma mensagem falando o seguinte: “No momento não conseguimos acreditar que vamos superar e quando olharmos pra trás, no futuro, veremos q amadurecemos com tudo. Que faz parte do crescimento da vida. Perda de entes queridos, amores, trabalho e por aí vai.”

E é exatamente isso, faz parte da vida, do amadurecimento. Não adianta fugir. Então encare os fatos.

Como vi que muita gente se interessou, estou postando aqui o vídeo em questão. O vídeo tem vinte e poucos minutos. Mas vale a pena parar para ver. Confie em mim, vocês não vão se arrepender.

Beijos,

Nanda 😉

Para falar comigo sobre qualquer assunto, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com

Não esqueça de curtir o Blog no Facebook. Sempre posto fotos, dicas, mensagens. http://facebook.com/365diasmeamando

Autoestima de hoje: Ótima

O que me detonou: Por enquanto nada. Talvez o fato de ter que acordar cedo nesse frio

O que fiz de bom por mim: Recebi beijos e mensagens fofas ❤

setembro 25, 2013. Tags: , , , , , , , , , , , , , , , . Uncategorized. Deixe um comentário.

Dia #89 – O sofrimento às vezes é bom

Desde semana passada que estou querendo vir aqui escrever esse post, acabei adiando, adiando, mas acho que agora eu preciso escrever sobre isso.

adiar

Tenho visto pessoas queridas perdendo pessoas queridas, perdendo empregos, perdendo um monte de coisa. Eu mesma, perdi um amigo querido nesse final de semana. Uma morte repentina que deixou todos em choque.

Então aproveitei que o princípe não vai dormir em casa hoje. E pra ocupar a cabeça, vim escrever. Nesse mesmo período, no ano passado, minha cabeça estava com a mesma aflição, porque ele dormia no hospital com a mãe dele. E hoje eu vi essa história se repetir quando ele saiu de casa pra dormir no hospital com a vó dele.

A vó dele é bem velhinha, tá internada e os médicos disseram que provavelmente, ela não vai sair dessa.

E eu me volto ao meu antigo problema de não saber o que dizer a ele nesse momento e me sentir uma completa inútil e péssima namorada.

medo

Só que dessa vez eu tô mais madura, ele também. Estamos mais tranquilos. Bem mais, acho que nem tem comparação.

Falei pra ele beijar e fazer muito carinho nela, aproveitar muito esse tempinho junto com ela.

Mas continuando o assunto, na semana passada fiquei pensando no sofrimento que as pessoas passam, quando não se tem força nem para levantar da cama.

Fiquei pensando que sei como é isso. Olhei pra trás e nem acreditei que conseguimos passar por tudo aquilo, que na época tínhamos a sensação de que nunca teria fim a dor. Dá um alívio tão grande ver que vencemos, que nem sei explicar direito a sensação.

E aí que pensando nisso nesse dia fui pra aula de liderança. Minha professora de liderança é uma velhinha, com tom de voz baixo, movimentos lentos, óculos maior que a cara. Mas, sim! Ela dá aula de LIDERANÇA! Não consegue nem liderar a turma que não para de falar e fala mais alto que ela, mas sim! Ela dá aula de LIDERANÇA!

velhinha-oculos-grande

A aula dela é no último tempo da noite. Eis que ela apaga a luz e diz que vai passar um filme. Quando eu estava quase dando boa noite e deitando no fichário, resolvi prestar atenção no início do filme e foi a melhor coisa que eu fiz.

O filme era sobre o filósofo Nitzsche. E aos poucos, descobri que penso muito parecido com o que ele defendia.

Ele dizia que para conseguir algo que se queira, é preciso sofrer. Que dificuldades são normais, não devemos entrar em pânico ou desistir, porque não é o fim do mundo absoluto. Sempre há um novo mundo depois do fim do mundo.

friedrich-nietzsche

Todos nós nos beneficiamos do fracasso e da dor. Como apreciar o sucesso, se nunca tiver fracassado?

O jardineiro é um super exemplo disso tudo. Ele pega raízes feias e extrai a beleza delas. Faz nascer delas algo bonito. E é o que devemos fazer com nosso sofrimento, nossa dor, nosso fracasso. Devemos extrair algo de bom.

Nem tudo que nos faz sofrer, é ruim. Como nem tudo que nos deixa feliz, é bom.

Felicidade não é fugir dos problemas, é enfrentá-los e tirar algo bom deles. Então não tente fugir, de uma forma ou de outra, dos seus problemas. Não se afogue em um copo de cerveja, porque nela não está sua solução (Beijo SPC e Raça Negra).

E como todo mundo sabe, “Aquilo que não me mata, só me fortalece”. E agora, graças a Deus, eu estou bem mais fortalecida.

Beijos,

Nanda 😉

Para falar comigo sobre qualquer assunto, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com. Queria dizer que tô muito contente. Estou recebendo e-mails e comentários de várias noivinhas. Algumas que dizem passar pelo mesmo caso que eu, outras que fecharam na mesma casa de festas. Vocês são lindas! Amo os e-mails de vocês e respondo todos.

E não esqueçam de curtir nosso Facebook. Sempre coloco fotos, mensagens lá. http://facebook.com/365diasmeamando

Autoestima de hoje: Boa

O que me detonou: Provas, provas, provas

O que fiz de bom por mim: Percebi que não fugi e estou fortalecida

setembro 24, 2013. Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Uncategorized. 2 comentários.

Dia #88 – Habemus Data

Habemus Data!

Fumaca-branca

17 de Outubro de 2015 vamos casar. Fechamos a casa de festas ontem.

Nossa, 2015? Sim, 2015.

2 anos! Sim, era o que eu conseguia pagar.

2-anos

Uma amiga disse: “Nossa, até 2015 eu já morri”

Minha resposta: “Pra você ver, você morre e eu não acabo de pagar essa festa”.

“Ah, mas com esse dinheiro você faz muita coisa. Você viaja pra muito canto, você blablabla…”

Tá, eu sei de tudo isso. Meu pai mesmo já me disse que é a maior burrada que eu vou fazer na minha vida (não o casamento, a festa) e que ele não vai participar disso (financeiramente).

não

Mas quem não tem esse sonho, nunca vai entender.

Nunca vai entender o que é sonhar com isso quase que todas as noites quando coloca a cabeça no travesseiro.

Nunca vai entender o que é ficar planejando cada detalhe desse dia desde criança.

Nunca vai entender a emoção de ver um vestido de noiva.

vestidonoiva

Nunca vai entender a tristeza que fiquei no Domingo depois de fazer as contas e achar que não daria pra fazer a festa. Depois de quase desistir de tudo. Do quanto eu chorava compulsivamente e via o meu noivo chorar por achar que é culpa dele por não poder me dar tudo que eu quero.

Mas depois, com calma, fizemos novamente as contas, vimos aonde podíamos economizar e decidimos que daria pra fazer.

Ontem fomos fechar a casa de festas que tínhamos visitado no sábado e que eu já tinha ido no casamento da Samila (quem não sabe quem é Samila, leia o post anterior).

Mas tá aí, quem não tem esse sonho, nunca vai entender como eu fiquei ao sair da casa de festas. Como eu fiquei andando nas nuvens. É uma sensação que nem sei descrever aqui.

Pra quem quiser conhecer a festa, clica aqui no site e no Facebook deles.

elite

Fechei uma festa super pequena, só pra 100 pessoas. Falando assim, parece ser muita coisa. Mas pensa que eu só tenho “direito” a 50 convidados e que essa é quase a quantidade da minha família.

Acho que vou criar muitas inimizades fazendo essa lista de casamento. rsrs. Mas espero que entendam (se você está lendo isso e em 2 anos não for convidado, não fique com raiva de mim, não é porque eu não gosto de você). rsrs

Finalmente minha felicidade já tem data e, além de eu estar contando os dias, tenho um casamento inteiro pra resolver. ❤

— Espero conseguir falar de outro assunto, sem ser casamento, nesses 2 anos que vêm por aí rs —

Beijos,

Nanda

Pra falar comigo sobre qualquer assunto, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com

Autoestima de hoje: Maravilhosa

O que me detonou: Enxaqueca dos infernos

O que fiz de bom por mim: Sou noiva. Finalmente vou realizar meu sonho

setembro 3, 2013. Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , . Uncategorized. 10 comentários.

Dia #87 – Vida, vida, vida

Quando eu disse ontem que Agosto não tem nada de desgosto, apenas bons gostinhos, eu estava falando muito sério.

Ontem veio ao mundo, uma princesa linda.

Lembra que uma vez postei aqui fotos da minha amiga gravidinha, que foi meu primeiro ensaio fotográfico? (Inclusive, quem quiser acompanhar nosso trabalho de fotografia só ir em http://facebook.com/joaninhafotografia )

grávida

Então, a Manu nasceu. E eu tô louca, louca, louca de vontade de conhecê-la e fotografá-la. Já vi uma fotinho dela e posso afirmar para vocês que é a coisa mais bochechuda e cabeluda do universo.

Eu tô muito feliz, que nem sei dizer. Eu tô feliz porque passa o tempo todo um filme na minha cabeça, sabe?

Eu conheci a Sami (mamãe Samila) quando nós éramos estagiárias de uma fábrica de cosméticos no fim do mundo. Ela era a estagiária chefe. Cof Cof. Todo munco achava ela uó, porque nunca deu mole pra ninguém. Eu era uma das únicas que nunca achei, ela era meu docinho.

docinho

E assim ela foi me ensinando muita coisa, fomos ficando amigas e posso dizer que tenho acompanhado todas as fases importantes da vida dela e ela da minha. Inclusive a mãe dela é a minha leitora mais assídua. Beijos, Tia Sol!

Quando eu comecei a dirigir o carro sozinha, ela era a corajosa que ia comigo me ensinando os caminhos errados. Do tipo: “ahhhh, era ali que tinha que entrar”. Isso é ótimo para quem ainda não tem segurança no volante, só que nunca.

No dia que ela foi entregar a Monografia dela, adivinha quem a acompanhou? Eu mesma! Só não assisti a apresentação porque ela pediu que não fosse, seria menos uma para deixar ela nervosa. rs

E assim ela se formou, acabou saindo lá da fábrica, mesmo eu falando pra ela não fazer isso porque o outro trabalho não tinha nada a ver com ela. Mas, não me escutar, é um dos atributos dela.

formanda

Fui madrinha do casamento dela. Fui com ela em várias lojas escolher o vestido, fui na prova final do vestido. Ela tinha acabado de tirar carteira, fomos de carro com ela dirigindo. Ela bateu com o carro, depois o carro quebrou e ficamos na calçada com fumaça saindo do carro.

E no dia anterior ainda tinha tudo pra preparar (outro atributo dela). Eu que fui buscar o vestido de casamento dela e ainda escolhi o arranjo que ela ia colocar na cabeça, porque ela me deixou com essa missão. Todo mundo achando que eu era a noiva, mas quando eu expliquei que não, a moça da loja ficou com pena de mim e da minha missão de madrinha e deixou eu levar 3 tipos de arranjos diferentes para ela escolher qual usar.

E no dia anterior ao casamento também ela me fez escolher as músicas de cada etapa do casamento, me fez escolher fotos dela na casa dela e fotos do noivo na casa dele (não, eu não era íntima dele e nem da família).

Ainda no dia anterior, fui com ela na apartamento novo que eles iriam morar, vimos alguns presentes, separamos outros e fomos trocar no shopping.

presentes

Enfim chegou o dia do casamento. Ela me fez me desesperar para fazer um vídeo com essas fotos, me maquiar, fazer cabelo, ir revelar umas fotos ampliadas que tinha que colocar na mesa, mas que ela não tinha feito, obviamente. Tive que correr antes na casa de festas para deixar as fotos, corri pra igreja porque não ia dar tempo e quando cheguei lá não tinha ninguém, nem o noivo. Sim, senhoras e senhores, ela me disse o horário 1h antes para que eu não me atrasasse.

E quando você pergunta pra ela porque não resolve as coisas antes, ela diz que gosta de emoção.

O casamento foi lindo, deu tudo certo, eu chorei horrores quando a vi entrar na igreja. Chorei porque ela estava linda, porque senti um alívio de dever cumprido e porque sou chorona mesmo.

Em Janeiro desse ano, mandei uma mensagem pra ela convidando-a pro meu aniversário. Ela disse que não dava pra ela ir, que depois me contava o motivo, que queria contar pessoalmente. Pronto, tá grávida. Nos encontramos para comemorar na Tijuca, mas daí ela lembrou que não sabe subir a ladeira da garagem do Shopping Tijuca e fomos pro Norteshopping porque é plano. rs

Tiramos foto dela gravidinha. E foi um dia super delícia com esse casal super delícia.

Passei dois meses falando pra fazermos um chá de bebê e ela disse que não daria pra fazer, não daria tempo. Eis que num domingo recebo uma mensagem dela me convidando para o chá de bebê na semana que vem. Sim, a Samila resolveu fazer um chá de bebê em 1 semana. Sim, ela me enlouqueceu que nem fez com o casamento. Sim, ela gosta de emoções, lembra?

Eu não pude ir no chá de bebê porque estava trabalhando, mas pelas fotos foi um sucesso.

E nesse tempo eu sempre pensava “Meu Deus, Samila tá grávida. Que louco isso. Samila mãe! Ela vai deixar essa criança cair no chão, vai esquecer ela no carro. Socorro!” E tenho certeza que ela tem (ou teve) esse medo.

mae doida

Eis que no dia 28/08, horas antes dela ir pra maternidade, mandei uma mensagem: “Tá com medo de não dar conta do recado? Esquece isso, confie nos seus instintos e curta sua pequena”.

Porque eu tenho certeza que ela vai dar conta do recado, ela sempre dá. 🙂

E esse é o legal da amizade. Poder passar por tudo isso, e depois lembrar de tudo com carinho. Dá uma sensação gostosa no coração.

Beijos,

Nanda

Pra falar comigo sobre qualquer assunto, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com

Autoestima de hoje: Marromeno

O que me detonou: Cansaço

O que fiz de bom por mim: Vou ao salão ter um dia de menininha hihihi

agosto 30, 2013. Tags: , , , , , , , , , , , , , , , . Uncategorized. Deixe um comentário.

Dia #86 – Vida louca, vida

Depois de levar um esporro da minha fiel amiga e leitora por não estar atualizando o blog, vim correndo ver vocês. Daí descobri que tinha um post nos rascunhos que eu nunca postei.  Primeiro vou contar das novidades, depois entro no assunto desse post que estava arquivado.

Tô numa fase de achar tudo muito louco.

Nesse mês de Agosto, aquele que todo mundo diz que é do desgosto, só tenho sentindo gostinhos bons.

vida louca

Fiz 1 ano de namoro (foi nesse blog que dei a notícia do meu namoro em [quase] primeira mão). Yeah! Yeah! Daí falei pra ele que é muito louco termos 1 ano de namoro. Sempre contei os meses para comemorarmos 1 ano, nunca chegava e sempre faltava muito. Ao mesmo tempo tenho a sensação que estou com ele tem uns 5 anos (acho que as pessoas próximas têm essa mesma sensação). Não é muito louco isso?

Hoje foi um dia muito louco. Sabe aqueles dias que as coisas conspiram de uma maneira tão positiva que acontecem diversos fatos que mudam a sua vida? Hoje foi um dia desses. E olha como a vida é louca?! Outro dia mesmo eu tava chorando horrores porque nada dava certo pra mim, que eu tentava tanto, me esforçava tanto. E que é muito difícil ver pessoas mais burras e que são péssimos profissionais, se dando bem e eu não conseguir a minha chance. Ô garotinha ansiosa, viu?! Se alguma coisa não deu certo, é porque não chegou ao fim. Espere, aguarde o momento certo. Pra alguns demoram mais, para outros menos. O importante é não deixar de tentar. 😉

Bom, mas vamos ao assunto de hoje?

Eu tenho mania de estar distraída e quando me pego estou escutando conversa alheia, de desconhecidos. Leandro se irrita bastante com isso, porque eu não tenho limites. Escuto no ônibus, no shopping, restaurantes, cinema, etc. E eu não disfarço, olho na cara dura. Qualquer um que me veja, sabe que eu tô prestando atenção na conversa dos outros.

Numa dessas ‘caradepauzices’, eu estava ouvindo uma mulher contar que na vida, a felicidade tem significados diferentes, de acordo com a fase.

Gente, que mulher gênia, como nunca parei pra pensar nisso?!

Ela tava contando sobre um aniversário dela que ela comemorou numa casa de festas infantis, cheio de criança e tal. E comentava que antes, aniversário pra ela tinha que ser na night com os amigos. Mas que essa festa bem típica de criança, deixou ela mais feliz que tudo. Com os filhos dela, os amigos dos filhos, os filhos das amigas, etc.

Fiquei pensando nisso o dia todo. Acabei pensando na minha amiga que ficou casada por 6 anos, aquela que eu contei pra vocês que casou por volta dos 20/21 anos, teve filhos.

Sempre fui contra casar cedo (obviamente que não julgo quem o faça), por achar que a pessoa “perde” a melhor fase da vida dela, a fase de sair com os amigos, viajar, curtir tudo. E até porque nessa fase, tudo é muito intenso. Então os sentimentos, por ser intensos, podem ser confundidos.

Mas voltando para a minha amiga, a felicidade pra ela era curtir a família, fazer programas bem caseiros, ela era totalmente caseira. Eu tinha nela o exemplo da maturidade. Sabe aquela imagem de mãe com vestido até o joelho, servindo o almoço para a família do comercial de Margarina? Na minha cabeça, era ela.

Não que agora ela não curta a família, nem seja imatura. Mas eu a via como uma amiga bemmmm mais velha, sabe? Toda certinha e tal.

Acontece que o casamento infelizmente acabou. Ela logo engatou em um outro namoro.

Mas decidiu terminar esse namoro porque se deu conta de que precisava de um tempo só dela. Um tempo dela com ela mesmo, sabe? Dar uma respirada.

Acho que foi a melhor coisa que ela fez na vida. Acredito que todos precisamos desse nosso tempo conosco mesmos. Se curtir, voltar a se amar, se conhecer melhor e entender o que quer da vida, daqui pra frente.

amigas

E a felicidade pra ela agora é curtir a vida, talvez recuperar o tempo perdido, viver tudo que ainda não viveu. E eu tô adorando essa nova fase dela, completamente diferente da amiga que eu conhecia.

Ela agora sai com as amigas pra tomar chopp, vai pra night, festas, conhece muitas pessoas novas (sempre com o discurso de que não quer nada sério com ninguém), ri muito, fica com ressaca no dia seguinte. — Claro que não deixando no canto o seu lado mãezona, mas ela entendeu que não pode viver somente para os filhos.

Ela está mostrando para todos ao redor o que eu sempre digo, você não precisa de ninguém para ser feliz. Você pode ser feliz sozinha, basta querer. Basta fazer por onde.

Mas foi o que eu disse no início, a felicidade tem fases.

Eu que sempre prezei por estar na rua com amigos, hoje sou plenamente feliz em casa, vendo um filme, com o príncipe. Não que estar com os amigos não seja maravilhoso, pelo contrário, mas agora prefiro uma coisa mais calma.

E pra você? O que é felicidade no dia de hoje?

Beijos,

Nanda

Para falar comigo sobre qualquer coisa, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com

Autoestima de hoje: Boa

O que me detonou: Nada

O que fiz de bom por mim: Recebi notícias boas

agosto 28, 2013. Tags: , , , , , , , , , . Uncategorized. Deixe um comentário.

Dia #85 – Difícil viver assim

Ontem eu estava no trabalho, quando minha mãe me ligou.

Com uma voz de desespero: – Fernanda (chamou de Fernanda, ferrou), você está devendo o cheque especial?

– Não, mãe. Eu não tenho cheque especial. (sou um ser evoluído)

Mesmo tom de pânico: – Tá devendo o cartão de crédito do Santander?

– Não, mãe. Eu não tenho cartão de crédito do Santander. Aliás, cancelei o único cartão de crédito que eu tinha. (Isso sim é um ser evoluído)

Agora tom de quem não acredita no absurdo que está ouvindo: – Então por que o Santander está ligando TODOS OS DIIIIIAS para você?

mae-desconfiada

– Não sei, mãe. Dá meu celular pra eles.

– Eu já dei

– Então fala para eles ligarem para o cel, ué.

– Ok……………….Você não tá mentindo não, né?

– Tá bom, mãe. Beijos

Mas fiquei com aquela pulguinha atrás da orelha. Por que será que eles estão me ligando se não tenho cheque especial, cartão de crédito. Será que um cheque meu voltou? Ah, lembrei! Também não tenho cheque.

Ok, passou. Vida normal.

felicidade

Hoje estava eu almoçando com uma amiga, quando meu telefone toca.

Atendi.

Mudo…

Já notei que era telemarketing. Tem coisa mais irritante do que telemarketing que liga e fica no mudo alguns segundos até eles perceberem que alguém do outro lado atendeu?

– Alô?

Mudo….

Tirei o celular da orelha e olhei pra ele pra ver se tinha caído a ligação e escutei alguém respondendo.

– Por favor a Sra Fernanda.

– Pois não?

– Sou fulana do Santander e tenho umas informações de sua conta para lhe passar. Você está podendo falar.

Na real eu não estava, mas realmente fiquei preocupada com o que estava acontecendo com a minha conta já que estavam me ligando desesperadamente.

– Posso sim

– Para que eu tenha certeza que estou falando com o titular, por favor me confirme duas informações

– Pois não?

– Nascimento

– 30/01/1986

– Cidade que nasceu

– Rio de Janeiro

– Ok! Só um instante enquanto verifico no sistema as informações.

Mudo….

– Sra Fernanda?

– Oi

– Verifico que não tem nenhuma promoção disponível no momento. Obrigada pela atenção e tenha uma ótima tarde.

– Eiiiiii, calma aí. Owwww, peraí. Ta aí?

– Sim, Sra Fernanda

– Você está me dizendo que me ligou para me informar que não tem nenhuma promoção para mim?

– Sim. A gente liga para as pessoas, se tem promoção disponível, a gente fala qual é, se não tem, a gente avisa.

– Calma aí. Não to crendo nisso. Dessa maneira você está perdendo o SEU tempo e o MEU.

Mudo…não tinha essa resposta no script…droga.

Volto a falar: – Cara, vocês estão ligando há dias para a minha casa, sem tirar um, me procurando desesperadamente. Quase briguei com a minha mãe por causa disso porque ela já estava achando que eu estava devendo a minha casa para vocês. Eu estava almoçando, parei de comer para você me passar informações, você me fez confirmar “dados” para me dizer que era pra me contar que não tinha nenhuma promoção no momento?

– ….É-é…

sem-graça

 

 

Beijos,

Nanda 😉

Para falar comigo sobre qualquer assunto, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com

Autoestima de hoje: Boa

O que me detonou: Santander

O que fiz de bom por mim: Vou ao salão hoje. Eba!

julho 18, 2013. Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , . Uncategorized. 2 comentários.

Dia #84 – Difícil vida à dois

Gente do céu. Finalmente consegui parar de rir para vir escrever aqui.

Um amigo me “apresentou” o Blog GentilBraga. Só depois que descobri que o blog é da minha xará, Fernanda. Aquela loirinha que fez a cobertura da Copa das Confederações na Globo. Lembra?

fernanda-gentil

Lembrou?

Nesse blog ela conta o contidiano dela e do marido, Matheus. Só que ela conta de um jeito muito engraçado. Sério, nunca ri tanto com um blog. Eu fico gargalhando alto. Dando uma de maluca legal.

Eu não sei se realmente é tão engraçado ou se eu acho graça porque cada post que leio, tenho mais certeza que o Matheus é idêntico ao Leandro (meu noivo, namorado, namo….ra..iido…rs). Nosso dia-a-dia é idêntico, o Leandro faz as mesmas…como chamar?…..peripécias, loucuras, enfim….coisas que irritam qualquer ser humano.

Por exemplo, ela faz um monte de pergunta pra ele o Whatsapp, ele seleciona apenas uma e responde. Meu-Deus-do-céu que coisa irritante. O Leandro faz EXATAMENTE  a mesma coisa. Geralmente, ele responde a última. Qual a dificuldade?

E é por essa situação e muitas outras, que resolvi fazer o post de hoje. Porque, sim, senhoras e senhores. A convivência é um exercício diário, morar junto é uma arte. E a que aqui vos fala é uma artista de grande potencial.

vida-a-dois

1 – O sonho da minha vida era namorar alguém que tocasse violão. Olha que coisa linda, romântica meu amor tocando uma música romântica, numa noite romântica, não? NÃO! Perdoe, meu Deus! Eu não sabia o que estava pensando. O feitiço virou contra o feiticeiro.

O Leandro sabe tocar violão. Muito bem por sinal. Mas como toda estrela, ele tem estrelismo. Não é sempre que gosta de tocar. E não adianta pedir, porque ele não faz.

Ué, então quando ele faz? Quando eu tô vendo tv. Sim, o horário perfeito.

“Opa, essa música que tá tocando aí é legal, vou pegar o violão para acompanhar.”

E é verdade! Ele acompanha o artista que está na TV com seu violão em casa.

Não é irritante? É sim, MUITO irritante.

violão

Mas o auge da irritação é quando ele faz isso no meu programa preferido, The X Factor (aquele programa de calouros mais refinado e que me faz chorar todo episódio). Olha que programa perfeito para ele tocar violão!

Mas você pensa que quando o candidato acaba de cantar, ele para? Não. Isso só desperta a inspiração dele. A música cantada foi do Justin? Na hora que os jurados vão comentar sobre a apresentação do candidato, ele procura mais músicas do Justin na internet para cantar durante os comentários.

Eu sempre respiro fundo: – Amor, a tv

Ele: hihi

E para. Até o próximo candidato.

. . .

O Leandro também tem um outro dom. Ele é imitador. Ou acha que é. Imita todo mundo. Mas os preferidos são o cantor Belo, Daniel, Faustão e…………….Esqueleto do He-man. Complicado!

Mas do mesmo jeito, que não toca violão em qualquer ocasião, ele não imita sempre. Não adianta pedir, implorar, dar dinheiro, ele não faz. Diz que não dá, que precisa incorporar o personagem. Ele só faz quando o artista aparece na TV ou quando ele escuta alguma música do cara.

E é automático. Eu sei que se agora eu puxar uma música do Belo, esperar uns 2 segundos, o personagem baixa nele. E ele vai ficar imitando o cara distraidamente.

Agora mesmo, a novela “Amor a Vida” acabou de entrar no intervalo. Ele está imitando o Daniel cantando “Vida, vida, vidaaaaaa….”. Sim, ele imita na mesma intensidade, ou seja, gritando. Sim, é bem irritante.

Outro dia, por exemplo, vimos alguém fazendo beat box. PRA QUE, MEU DEUS??? PRA QUE?

Ele: Amor?

Eu: Hm…?

Ele: Acho que agora vou fazer beat box.

Eu: Aham

Não sei porque ainda teimo em duvidar.

Nessa noite, ele começou a ver filmes de beat box e começou a TREINAR.

Resisti bem por algumas horas.

Eu: Amor, menos. (de vez em quando faço isso)

Ele só olhou, mas achou melhor não interromper o “treino”.

Aguentei muito bem mesmo por mais longos minutos.

Eu: Amor, dá um tempinho, né? Isso irrita bastante

Ele: hihi (Tá vendo? Ele sabe que irrita!).

E pra fechar esse DOM DIVINO, ontem à noite, acabou a luz, nós dois na cama…hmmm….e…ele começou a imitar o Esqueleto!!!!

Gravei um pouco, mas não soube colocar tudo no youtube:

. . .

“De todos os loucos do mundo eu quis você. Porque a sua loucura parece um pouco com a minha.”

Nota: Falei pro Leandro que ele é gêmeo do Matheus (do blog). Resposta instantânea: “Gêmeas são as bandas da minha bunda”. Fofo, né?

Beijos,

Nanda 😉

Para falar comigo sobre qualquer coisa, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com

Autoestima de hoje: Boa

O que me detonou: Nada

O que fiz de bom por mim: Li o blog Gentilbraga

julho 15, 2013. Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Uncategorized. Deixe um comentário.

Dia #83 – Desamor

Hoje eu ouvir falar que não existe ex- amor. Que se acabou, na verdade, nunca foi amor.

Mas que besteira. Quanta besteira acreditar que todo amor deve ser infinito.

Você só pode ser responsável por aquilo que sente. Não pode prever o que vai acontecer no futuro. E se o cara que você ama, que jurou que era o único da sua vida, te decepciona? Sempre ouvi falar que confiança é que nem vidro, depois que quebra, pode até montar de novo, mas jamais ficará igual. E aí? Tudo que você sentiu esse tempo, não era amor?

Quando fui morar com meu noivo, foi tudo muito rápido. Parece que estamos há 5 anos juntos, mas nem 1 ano temos, completamos 11 meses essa semana.

Minha prima tem uma história muito parecida com a minha e está aí, quase 10 anos junto com o marido. E quando ela viu a história dela “se repetir” em mim, ela disse: “é muito louco, é uma certeza absurda”.

Sim, ela descreveu tudo. É uma certeza absurda, você não tem dúvidas de que é essa pessoa. Você não tem receio de planejar o resto da sua vida com ela, nem passa pela a sua cabeça “e se acabar?”.

Coisa que eu não senti com ninguém. Já namorei outras pessoas, algumas eu podia jurar que sim, era o amor da minha vida. Mas acredito que me precipitei.

Eu nunca tive dúvidas e depois dessa semana, se eu tivesse alguma, teria que eliminá-la.

Fiquei muito doente essa semana. Algumas vezes no ano a garganta ataca e eu fico de cama.

Não tenho palavras para descrever tamanha atenção que recebi.

amor em pote

Ele sempre levanta antes de mim pra ir trabalhar, me dá um beijo e vai….enquanto eu fico enrolando na cama pra levantar. Nesse dia, ele não me acordou, mas eu acordei com ele me cobrindo mais, colocando mais uma coberta em mim. Eu achei tão fofo que resolvi não estragar, fingi que continuava a dormir.

Não fui trabalhar. Tomei um remédio e dormi quase que o dia inteiro. Acordei e tinham umas 3 mensagens dele perguntando se eu tinha melhorado, como eu estava e que ele iria sair cedo pra me levar no hospital.

E assim fez, ficou lá sentado enquanto eu era atendida. Chegamos em casa, um frio imenso e pra melhorar tudo o chuveiro queimou nesse dia. O que ele fez? Esquentou muita água e me deu banho de balde. Me colocou bem quentinha na cama, fez a minha comida preferida e levou na cama.

Sexta amanheci melhor, hoje mais ainda. Vindo pro trabalho hoje, pensei numa calça que eu queria usar amanhã, mas que estava descosturada. Pensei na porcaria que seria chegar cansada hoje e ainda ter que costurar a calça. E não é que no meio do trabalho, recebo uma imagem dele no Whatsapp: Uma foto da minha calça costurada. Para tudo! Ele costurou minha calça sem eu comentar nada a respeito.

Eu sei que é muita maluquice, mas eu fico me perguntando o motivo dele gostar de mim. Eu nem sou tão legal quanto ele.

Sou uma péssima dona de casa, sou preguiçosa, malcriada.

Hoje eu perguntei porque ele gosta de mim, ele me respondeu que é por causa das minhas bochechas. rs

Resolvi não perguntar mais, vai que eu coloco uma dúvida na cabeça dele: “Por que será que eu gosto dessa louca?”. E aí ele cai na real. rs

Enfim, eu contei essas coisas porque se um dia isso tudo acabar, nós não teríamos amado? Isso tudo que aconteceu só nessa semana foi o que exatamente?

Outro caso foi o da minha amiga. Ela era casada desde muito novinha, acho que se casou com 21 anos. Quando você casa, não casa pensando em separar, casa achando que está com o amor da sua vida. E assim foram os 6 anos seguintes. Tiveram filhas lindíssimas.

Uma vez estávamos num festival de música (eu e minha amiga) e ele mandou uma mensagem pra ela: “estou na cama com nossas filhas pensando em quanto te amo” (não lembro exatamente as palavras, mas era algo do tipo). Ela leu e chorou, chorou de tanto amor que sentia. Sei como é essa sensação. Parece que transborda tanto amor que sai em formato de lágrima.

Naquele dia pensei que queria muito um amor assim. Que era lindo de se ver.

Acontece que ela descobriu que ele traía ela, isso tinha mais de um ano.

Não posso dizer que ele a amava, talvez a amasse ou achava que amasse, mas era um idiota. Fazer o que?

E ela? Vai dizer que o que ela sentia por ele não era amor? Claro que era!

Mas acredito que dependendo do estímulo, o amor pode se transformar em ódio, desprezo, nojo ou o que considero o pior, em NADA. Prefiro sentir ódio de uma pessoa do que não sentir nada.

Mas e se tudo o que eu disse aqui não passam de equívocos? E se pra ser amor tem que ser infinito? Aí, infelizmente eu vou ter que dizer que não sei nada de amor. 😦

Beijos,

Nanda

Para falar comigo sobre qualquer assunto, meu e-mail é Fernanda_carvalho@globo.com

Autoestima de hoje: Boa

O que me detonou: Arrogância

O que fiz de bom por mim: Doida pra chegar em casa e dançar “Just Dance” rsrs

julho 13, 2013. Tags: , , , , , , , , , , , , , . Uncategorized. Deixe um comentário.

« Página anteriorPróxima Página »