Dia #87 – Vida, vida, vida

Quando eu disse ontem que Agosto não tem nada de desgosto, apenas bons gostinhos, eu estava falando muito sério.

Ontem veio ao mundo, uma princesa linda.

Lembra que uma vez postei aqui fotos da minha amiga gravidinha, que foi meu primeiro ensaio fotográfico? (Inclusive, quem quiser acompanhar nosso trabalho de fotografia só ir em http://facebook.com/joaninhafotografia )

grávida

Então, a Manu nasceu. E eu tô louca, louca, louca de vontade de conhecê-la e fotografá-la. Já vi uma fotinho dela e posso afirmar para vocês que é a coisa mais bochechuda e cabeluda do universo.

Eu tô muito feliz, que nem sei dizer. Eu tô feliz porque passa o tempo todo um filme na minha cabeça, sabe?

Eu conheci a Sami (mamãe Samila) quando nós éramos estagiárias de uma fábrica de cosméticos no fim do mundo. Ela era a estagiária chefe. Cof Cof. Todo munco achava ela uó, porque nunca deu mole pra ninguém. Eu era uma das únicas que nunca achei, ela era meu docinho.

docinho

E assim ela foi me ensinando muita coisa, fomos ficando amigas e posso dizer que tenho acompanhado todas as fases importantes da vida dela e ela da minha. Inclusive a mãe dela é a minha leitora mais assídua. Beijos, Tia Sol!

Quando eu comecei a dirigir o carro sozinha, ela era a corajosa que ia comigo me ensinando os caminhos errados. Do tipo: “ahhhh, era ali que tinha que entrar”. Isso é ótimo para quem ainda não tem segurança no volante, só que nunca.

No dia que ela foi entregar a Monografia dela, adivinha quem a acompanhou? Eu mesma! Só não assisti a apresentação porque ela pediu que não fosse, seria menos uma para deixar ela nervosa. rs

E assim ela se formou, acabou saindo lá da fábrica, mesmo eu falando pra ela não fazer isso porque o outro trabalho não tinha nada a ver com ela. Mas, não me escutar, é um dos atributos dela.

formanda

Fui madrinha do casamento dela. Fui com ela em várias lojas escolher o vestido, fui na prova final do vestido. Ela tinha acabado de tirar carteira, fomos de carro com ela dirigindo. Ela bateu com o carro, depois o carro quebrou e ficamos na calçada com fumaça saindo do carro.

E no dia anterior ainda tinha tudo pra preparar (outro atributo dela). Eu que fui buscar o vestido de casamento dela e ainda escolhi o arranjo que ela ia colocar na cabeça, porque ela me deixou com essa missão. Todo mundo achando que eu era a noiva, mas quando eu expliquei que não, a moça da loja ficou com pena de mim e da minha missão de madrinha e deixou eu levar 3 tipos de arranjos diferentes para ela escolher qual usar.

E no dia anterior ao casamento também ela me fez escolher as músicas de cada etapa do casamento, me fez escolher fotos dela na casa dela e fotos do noivo na casa dele (não, eu não era íntima dele e nem da família).

Ainda no dia anterior, fui com ela na apartamento novo que eles iriam morar, vimos alguns presentes, separamos outros e fomos trocar no shopping.

presentes

Enfim chegou o dia do casamento. Ela me fez me desesperar para fazer um vídeo com essas fotos, me maquiar, fazer cabelo, ir revelar umas fotos ampliadas que tinha que colocar na mesa, mas que ela não tinha feito, obviamente. Tive que correr antes na casa de festas para deixar as fotos, corri pra igreja porque não ia dar tempo e quando cheguei lá não tinha ninguém, nem o noivo. Sim, senhoras e senhores, ela me disse o horário 1h antes para que eu não me atrasasse.

E quando você pergunta pra ela porque não resolve as coisas antes, ela diz que gosta de emoção.

O casamento foi lindo, deu tudo certo, eu chorei horrores quando a vi entrar na igreja. Chorei porque ela estava linda, porque senti um alívio de dever cumprido e porque sou chorona mesmo.

Em Janeiro desse ano, mandei uma mensagem pra ela convidando-a pro meu aniversário. Ela disse que não dava pra ela ir, que depois me contava o motivo, que queria contar pessoalmente. Pronto, tá grávida. Nos encontramos para comemorar na Tijuca, mas daí ela lembrou que não sabe subir a ladeira da garagem do Shopping Tijuca e fomos pro Norteshopping porque é plano. rs

Tiramos foto dela gravidinha. E foi um dia super delícia com esse casal super delícia.

Passei dois meses falando pra fazermos um chá de bebê e ela disse que não daria pra fazer, não daria tempo. Eis que num domingo recebo uma mensagem dela me convidando para o chá de bebê na semana que vem. Sim, a Samila resolveu fazer um chá de bebê em 1 semana. Sim, ela me enlouqueceu que nem fez com o casamento. Sim, ela gosta de emoções, lembra?

Eu não pude ir no chá de bebê porque estava trabalhando, mas pelas fotos foi um sucesso.

E nesse tempo eu sempre pensava “Meu Deus, Samila tá grávida. Que louco isso. Samila mãe! Ela vai deixar essa criança cair no chão, vai esquecer ela no carro. Socorro!” E tenho certeza que ela tem (ou teve) esse medo.

mae doida

Eis que no dia 28/08, horas antes dela ir pra maternidade, mandei uma mensagem: “Tá com medo de não dar conta do recado? Esquece isso, confie nos seus instintos e curta sua pequena”.

Porque eu tenho certeza que ela vai dar conta do recado, ela sempre dá. 🙂

E esse é o legal da amizade. Poder passar por tudo isso, e depois lembrar de tudo com carinho. Dá uma sensação gostosa no coração.

Beijos,

Nanda

Pra falar comigo sobre qualquer assunto, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com

Autoestima de hoje: Marromeno

O que me detonou: Cansaço

O que fiz de bom por mim: Vou ao salão ter um dia de menininha hihihi

Anúncios

agosto 30, 2013. Tags: , , , , , , , , , , , , , , , . Uncategorized.

Deixe um comentário

Be the first to comment!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback URI

%d blogueiros gostam disto: