Dia #72 – O poder de cura que nem o tempo tem

No dia em que minha sogra faleceu, no velório, uma amiga nossa estava conversando com meu namorado.

Essa nossa amiga também perdeu a mãe, acho que há 2 anos, e estava tentando compartilhar um pouquinho do que ela passou.

Lembro que na época ela disse que, com o passar do tempo é fica mais díficil. Que de vez em quando ela tinha umas recaídas brabas e que chorava que nem criança.

Tenho que confessar que achei que fosse porque ela era muito sensível ou que estava exagerando. Afinal, nada como tempo para curar todas as feridas, não?

Tempo não cura

E aí que cheguei até comentar aqui a força que meu namorado estava tendo. Que havia chorado apenas uma vez e mais nada.

O tempo foi passando e no domingo antes do natal o namorado tava de cara fechada. Eu toda empolgada com o Natal, com a sobremesa que nós iríamos fazer para a ceia e ele de poucas palavras.

Acabamos brigando e no meio da discussão ele disse que não queria fazer nada, que não tava com vontade de fazer nada no natal porque quem fazia tudo antes era a mãe dele. Na raiva eu acabei perguntando se ele achava que ela ia gostar de vê-lo agindo desse jeito ou se iria gostar de vê-lo feliz.

No mesmo momento ele arregalou o olho pra mim, virou as costas e foi embora chorando. Fui atrás dele e quando me vi estava chorando também.

Ele desabafou, disse que tava sendo muito difícil pra ele essa época do ano. Porque a mãe dele adorava o Natal, preparava a ceia toda e agora ela não tá mais aqui.

Ele chorou muito esse dia. Coisa que ele nunca tinha feito desde que minha sogra faleceu. Conversamos bastante, pedi ajuda à amiga querida do início desse post, que foi também lá na casa dele conversar um pouco com ele e tudo ficou bem, ele passou o natal e ano novo super bem.

O tempo passou mais um poquinho e no domingo agora foi dia de Reis, dia de tirar toda a decoração de natal. 😦 Por mim, eu deixaria o ano todo, mas não por preguiça, porque eu amo decoração natalina. Mas nós 2 tiramos tudinho, guardamos tudinho e passamos o dia super bem.

Quando tava quase dando meia noite, eu tava deitada na cama mexendo no cel e notei que ele tava no computador e tinha fechado a cara. Pensei: “Pronto! O que eu fiz?”. Quando eu levantei pra fazer alguma coisa, ele se jogou na cama pra dormir sem falar nada.

Eu: O que houve?

Ele: Nada

Eu: Fala

Ele: Nada

Pensei um pouco.

Eu: É saudade?

Ele: É

E começou a chorar muito, muito, muito. Perguntei se ele queria chorar no meu colo e quando ele disse que sim, chorei mais que ele.

Como já havia aprendido, não disse nada, só mostrei pra ele que tava ali e que iria ficar do lado dele pra sempre.

Quando ele se acalmou, olhei no celular: 07/01/13 – 2 meses de falecimento da minha sogra.

Ele jurou que não tinha se tocado da data e que não era por isso que bateu saudade, disso que estava lembrando dela esse domingo o dia todo.

Eu cheguei à conclusão de que essa minha amiga tava certa, com o tempo só piora. Acho que a saudade só vai aumentando e aumentando.

Ué, mas me pergunto novamente, o tempo não cura tudo? Não! O tempo não cura tudo! Aliás, o tempo não cura nada, o tempo apenas tira o incurável do centro das atenções. Já dizia Martha Medeiros.

Aprendemos à viver sem aquela pessoa, mas o buraco que ela deixou? Acho que sempre vai ficar ali.

Ainda te amo

Beijos 😉

Para falar comigo sobre qualquer assunto, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com

Autoestima de hoje: Média, acho que estou me descuidando

O que me detonou: Eu acho que me detonei

O que fiz de bom por mim: Hoje nada 😦 Mas começarei hoje à noite mesmo

Anúncios

janeiro 9, 2013. Tags: , , , , , , , , , , , , , . Uncategorized.

Deixe um comentário

Be the first to comment!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback URI

%d blogueiros gostam disto: